Ferramenta para tradução de textos

http://freespeak.berlios.de/

Shell-fu o primo do command-line-fu

Há dias, creio eu, falei do command-line-fu, agora lendo este post,sobre como postar no twitter usando shell script, descobri o shell-fu

http://www.shell-fu.org/

Welcome! Shell-fu is a place for all those little command line goodies that you come across and then can never find again when you need them. Hopefully we'll end up with a comprehensive and easily usable resource for anyone working with the shell. We've a little way to go yet, and we'd appreciate your comments (just hit the 'Contact' link in the menu above).

If you see an entry you like (or dislike) please use the arrows to vote up or down. You can also submit your own tips/tricks and they will be added to the site once checked over by our moderator monkeys.

Have fun!

Postando no twitter usando shell script?

Esta maravilhosa dica veio daqui:
http://www.quartoestudio.com/blog/2009/04/30/dica-usar-o-twitter-via-terminal/

A byte of vim

http://www.swaroopch.com/notes/Vim

Trabalhando em comunidade...

Há tempos atráz mandei uma sugestão para o inkscape no Launchpad:
https://bugs.launchpad.net/inkscape/+bug/189986

É que eu usava antigamente o CorelDraw e ele tem um recurso de modificar o local do centro de rotação das linhas guias, isto é útil quando você tem um retângulo colado a uma linha guia e quer girar a linha guia em relação aum dos cantos do mesmo, vejam em svg como foi minha sugestão:
http://launchpadlibrarian.net/11815892/sugest.svg

Eles acataram e a próxima versão do inkscape virá com este recurso. Moral da História, quando seu programa favorito não tiver determinado recurso entre em contato com os desenvolvedores, explique em detalhes o que você deseja e muito provavelmente será atendido, pelo menos isto é verdade quando se trata de Software Livre :)

Pela primeira vez testei o chrome :)

Foi em um cyber, isso se deve ao fato de eu sempre tentar ser fiel ao máximo ao software livre, mesmo sabendo que o ubuntu tem muitas aplicações não livres. No caso do ubuntu há um bom argumento, ele tira o estigma de que o linux é difícil, aproxima os usuários comuns deste maravilhoso ambiente, e pelo que se pode perceber a penetração do software livre vem aumentando consideravelmente.

Este vídeo é para os meus colegas da faculdade

Que tal estudar inglês no site da documentação do ubuntu?

Você aprende a usar melhor o ubuntu e de quebra estará estudando inglês, ou seja, você faz do seu estudo algo prazeiroso, um verdadeiro orgasmo mental. Então se prepare para gozar o prazer de usar o ubuntu:
https://help.ubuntu.com/9.04/index.html

25 temas para o gnome

Direto ao ponto!
http://gnome-look.org/content/show.php/OSX-Tiger+theme?content=56577

Gerenciador de contatos online que aceita openid

O link: http://www.contails.com

Baixe o novo ubuntu de forma inteligente

Não baixe a iso direto, você estará atrapalhando, isto mesmo, use bittorrent, jigdo ou rsync

Por exemplo, se você tem a iso beta pode dar um rsync e apenas atualiza-la:
http://snipt.net/voyeg3r/script-para-sincronizar-a-iso-do-ubuntu

O jigdo faz algo parecido, sugiro que você conheça a forma de trabalhar com o mesmo. Mas o fato é que tanto o bittorrent, o jigdo ou o rsync evitam a sobrecarga dos servidores, e é assim que você, sem muito esforço estará contribuindo um pouquinho com a comunidade.

O jigdo recupera até cd que você baixou e deu erro veja:
http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Recuperando-imagem-ISO-com-falha-usando-JIGDO/

Bom agora o link de ouro
http://releases.ubuntu.com/jaunty/

A estratégia do Software Proprietário frente ao avanço do Linux

Lendo agorinha na revista Geek que o novo Ubuntu "não conseguiu certificação da Oracle", isto soa pra min mais uma tática FUD (medo, incerteza e dúvida) do que um fato, bom eles da Oracle podem dizer o que quizerem, podem por exemplo dizer que o Postgresql não é bom, ou seja, em nome do seu lucro eles podem dizer tudo. O que me leva a afirmar isto é que o Governo Brasileiro e de alguns estados já tem casos de sucesso usando o Postgresql, e já que a Oracle comprou a SUN também comprou o Sistema Operacional Solaris. Comercialmente é ótimo "pare eles da Oracle" que só o Solaris" seja certificado.

Sempre que ler uma notícia procure ler nas entrelinhas os interesses. Eu particularmente creio muito nisto.

Veja novamente o vídeo "Painel do Software Livre no Governo Brasileiro":

Mais um passo para transformar o vim numa IDE completa

O plugin pydiction implementa um dicionário que lhe permite fazer algo assim:

import sys
sys.[tab]

São dois arquivos com o mesmo nome, só que um deles o pydiction.py deve ser colocado no path, no meu vim aqui a mágica está funcionando beleza, juntando isto com os plugins abaixo
dentre outros, você não precisa mais do que o vim para programar.

Link para baixar o pydiction:
http://www.vim.org/scripts/script.php?script_id=850

Um bom artigo em inglês sobre o assunto pode ser lido aqui:
http://blog.sontek.net/2008/05/11/python-with-a-modular-ide-vim/

Substituindo caracteres não ascii no vim

Este post tem seu início graças ao André Gondim, que postou um script para atualizar a iso do ubuntu usando o rsync. Como sou fã do rsync tratei logo de copiar o script, acontece que o wordpress coloca aspas tipográficas e o amigo bash retorna um erro. Lá se vou eu buscar uma solução para substituir as aspas "não ascii" usando o vim:

Isto tudo mostra a versatilidade da comunidade do software livre, que produz conhecimento à partir de conhescimentos prévios, é o que se chama de inteligência coletiva, que aliás só é possível quando se trabalha em comunidade.

A fonte desta preciosa informação estou postando abaixo:
Vim Tips Vim Tips openid_PI9Y7KbO Centenas de dicas sobre o vim em inglês

Esse eu não podia deixar de publicar

Tomando as rédeas do futuro

Quando optamos por fazer aquele site todo cheio de flash, na verdade estamos
optando por um recurso que é mantido por uma única empresa privada que diz
quando e onde irá lançar aquele famoso plugin, sem o qual seu site não
funciona, ou seja, você está prendendo o seu site a uma tecnologia que está totalmente fora de seu controle. É um recurso largamente utilizado mas que não é ratificado como
padrão internacional. Nada garante que a empresa comece a cobrar royalts pelo
seu uso.

Ao criar documentos no word2007 no qual o "padrão", me desculpe a falta do
termo correto, é o formato 'docx' estamos na verdade optando por um formato
mutante, no sentido de que a Microsoft muda, de acordo com seus interesses, o
suas especifiações, em geral esta mudança é, segundo a empresa, para adicionar
novos recursos, um bom exemplo disto é que o word2007 não abre arquivos do word
97. Numa análise mais acurada sobre o que leveou a empresa a mudar
radicalmente a interface do word, percebe-se que na verdade não foram
adicionados recursos que justificassem seu lançamento. A empresa estava naquele
momento tentando justificar o aumento do preço e tornando o word diferente de
seu concorrente livre, que naquela altura dos acontescimentos já tinha uma
aparência tão similar que grande parte dos usuários não sabia em qual editor
estava.

Para obter sucesso em qualquer processo de migração temos que estar atentos a
estas escolhas, pois mesmo parecendo absurdo, este é o mesmo motivo que leva
certas empresas a lançar novas versões de seus programas, prender seus clientes
a seus produtos indefinidadmente, uma vez que passam a ser necessários, não
pelo seu valor tecnológico, mas pelo fato de que certos recursos se tornaram
tão intrissecamente ligados aos processos da empresa que não dá pra fugir deste modelo, como é o caso daquele seu site feito em flash. É
como na escolha de um carro que tem um módulo computadorizado para o qual não
há manual, a empresa lança manual sobre como apertar botões no painel, mas a
assistência nas peças mais internas fica sob seu rígido controle, e quando o
veículo é levado para revisão (as atualizações automáticas) são adicionadas
peças diferentes, com recursos diferentes sem o consentimento ou conhecimento
do usuário, uma vez que ele não conhece o coneteúdo da caixa preta. Portanto
padrão de verdade só existe sob duas condições:

  • Ser mantido sob um órgão sem fins lucrativos
  • Ter suas expecificações amplamente acessíveis

Analizando o flash e o docx sob esta premissa tomamos ciência de que
ao utilizar estes formatos estamos optando por nos manter presos
a tecnologias proprietárias. Atingir a independência tecnológica
de uma empresa ou nação usando tenologias secretas é o mesmo que
achar que o PCC é uma instituição filantrópica.

Vim com a fonte Terminus

Esta fonte provê, caso se use o corpo 12, uma excelente legibilidade de código, para seta-la como padrão faça:
Se for no windows
:set anti gfn=Terminus:h12
Para linux:
set anti gfn=Terminus\ 12,\ Envy\ Code\ R\ 10
Vim editor with Terminus font (12pt) and Tango color scheme. (Code excerpt from the Sizzle javascript selector engine by John Resig)

Baixe a fonte aqui: http://fractal.csie.org/~eric/wiki/Terminus_font



Brinde: Um bom tema de cores - earthburn.vim:

ubiquity?

Cara, essa extensão é fabulosa
Leia o tutorial: https://wiki.mozilla.org/Pt:Ubiquity_0.1.2_User_Tutorial
baixe a versão mais nova aqui: https://addons.mozilla.org/pt-BR/firefox/addon/9527
como criar comandos veja aqui.

veja o vídeo

Ubiquity for Firefox from Aza Raskin on Vimeo.

O primo do snippetsEmu

Faz um tempo que postei sobre snippets 'complementações de código no vim', agora estou trazendo um outro plugin que me pareceu extraordinário. Baixe o plugin aqui.

snipMate.vim Introductory Screencast from Michael Sanders on Vimeo.
Se não sabe como instalar plugins no vim, aprenda aqui.

Notícias pela metade

A folha online publica: "Mais da metade dos vírus no Brasil roubam dados, diz Microsoft". Mas eles estão omitindo um enorme detalhe, "Todos são 100% compatíveis com a tecnologia Microsoft, ao mesmo tempo em que no linux são inofensivos". E não me venham com estórias de que há virus para Linux, não até que tenham ocorrido uma meia dúzia, pelo menos, de casos de infestação de vírus nos computadores dos mais de 15 milhões de usuários de linux pelo mundo afora.

Especulações sobre vírus no Linux, eu já vi de montão, mas como dizem os juristas: "Contra fatos não há argumentos". Pra finalizar eu diria que esta notícia pode ser classificada como mais um FUD, não exatamente contra o linux, mas algo que aumenta o medo dos leigos quanto ao uso do computador.

Que tal deixar o firefox com um visual mais elegante?

Basta acessar este link:
https://addons.mozilla.org/en-US/firefox/addon/8782


"As we enjoy great Advantages from the Inventions of others, we
should be glad of an Opportunity to serve others by any Invention
of ours, and this we should do freely and generously." Benjamin Franklin

Bebendo o próprio veneno

Microsoft é condenada a pagar US$ 388 milhões por violação de patente.

Microsoft ordered to pay Uniloc $388 million in patent case: Microsoft Corp was ordered to pay $388 million in damages for infringing a patent held by anti-piracy software maker Uniloc Inc on Wednesday. Microsoft, the world’s largest software maker, said it was disappointed in the verdict, and plans to appeal.

The jury based the $388 million award on compensation due to Uniloc dating from Oct. 1, 2003, according to court documents. $194 million of the award is attributable to “foreign activations,” according to court documents.

Uniloc uses its antipiracy technology in two products.

The first is NetAnchor, a solution that protects against security breaches by requesting a sample of the hardware “DNA” of any device that attempts to communicate with a critical asset and grants access when there is a match with a list of authorized devices.

The second is SoftAnchor, which provides copy protection for software and games to prevent the creation, distribution and use of unauthorized copies.

“We are very disappointed in the jury verdict,” Microsoft spokesman Jack Evans said in an e-mail. “We believe that we do not infringe, that the patent is invalid and that this award of damages is legally and factually unsupported. We will ask the court to overturn the verdict.”

After six years of legal wrangling, the jury trial started in March. The damages award is one of the largest on record in patent law disputes.


fonte: http://ub-news.com/news/tag/microsoft-uniloc

Folha de São Paulo com sua postura assume que apoiou memo o golpe militar

Veja o que diz por exemplo este artigo.

É muito curioso que a Folha destaque tais “formas controladas de disputa política” justamente em contraste com Chávez — o único presidente do mundo que chamou seu povo às urnas nada menos que 15 vezes nos últimos dez anos, em eleições, referendos e plebiscitos. Quando foi que os brasileiros puderam exercer esse direito durante os 21 anos de regime militar? A Folha seria capaz de lembrar uma única experiência do gênero?

“Quantos mortos, quantos desaparecidos e quantos expatriados são necessários para uma ‘ditabranda’ ser chamada de ditadura?”.


É por essas e outras que Eduardo Azeredo quer aprovar sua lei sobre Internet, que supostamente implanta mecanismos de segurança, mas que na verdade serão instrumentos de policiamento da web, já que nela as pessoas expressam suas opiniões livremente, sem o crivo dos juizes da ditadura ou neo-capitalistas entreguistas!

Conhece o amigo "sphinx"?

Bem, eu também não conhecia, é uma biblioteca python para gerar documentação, fiquei sabendo de sua existência graças ao Luciano Ramalho que retomou os trabalhos de melhoria da tradução do livro "Como pensar como um cientista da computação"

Ele, o Luciano Ramalho usou uma ferramenta chamada sphinx para processar a documentação do livro, mantida originalmente na linguagem de marcação "rest".

Para conhecer melhor esta ferramenta acesse: http://sphinx.pocoo.org/
E para instalar proceda antes a instalação do pacote
python-setuptools
Em seguida um
easy_install -U Sphinx

O mais interessante de tudo isto é o fato de eu só ter descoberto esta ferramenta devido ao fato de querer ajudar o Luciano Ramalho na sua empreitada, assim como ao iniciar o projeto de criação do livro sobre vim tive de estudar de novo LaTeX e aprender de vez a usar controle de versões.

Contribua com o projeto do livro "Como pensar como um cientista da computação"

Na lista python brasil o Luciano Ramalho anunciou a retomada dos trabalho do Livro "Como pensar como um cientista da computação" e necessita de voluntários para revisar, bem como gerar versões melhores em htm.

"Para quem não conhece, trata-se de um excelente livro de introdução à
programação, apropriado para uso no ensino médio ou mesmo no primeiro
ano de um bacharelado em Ciência da Computação ou outro curso superior
de informática.

Não é um livro sobre Python, é um livro de que apresenta conceitos
fundamentais de computação através da linguagem Python. Entre os
conceitos abordados estão algoritmos, estruturas de dados, tipos de
dados abstratos e recursão.

Pois bem, a tradução ficou pronta há uns dois anos, mas nunca foi
revisada do começo até o fim.

Agora estou retomando o projeto, com três objetivos a curto prazo:

1) fazer os ajustes necessários para usar o Sphinx [3] para gerar o
livro em HTML e PDF
2) revisar o livro do começo até o final, gerando frequentemente novas
edições com o Sphinx

[3] http://sphinx.pocoo.org/

Já dá para ver algum resultado desta retomada: uma versão em HTML [4]
e outra em PDF [5] geradas com o Sphinx 0.6.1. Falta customizar os
templates e estilos do Sphinx, mas já dá para folhear as duas versões
para conhecer o livro.

[4] http://ramgarlic.com/docs/aprendacompy/
[5] http://ramgarlic.com/docs/aprendacompy/AprendaComputaocomPython.pdf

Para retomar os trabalhos, copiei os arquivos relevantes para o
Bitbucket [6], pois a Incubadora não tem mais verba para atender à sua
demanda e seu desempenho está sofrível e instável.

[6] http://bitbucket.org/ramalho/aprendacompy/

Gostaria de convidar os interessados em colaborar nesta nova fase a
entrar para este grupo que acabei de criar [7], para não depender mais
da lista da Incubadora.

[7] http://groups.google.com/group/aprendacompy

Espero vocês lá! (*)

[ ]s
Luciano

(*) se você já colaborou no mutirão, apareça na lista mesmo que seja
só para dizer alô e assim garantir que a gente não vai esquecer de te
dar os devidos créditos, OK?
"


Eu já me inscrevi no grupo, apesar de não dominar muito inglês, mas o trabalho de revisão e o envio de sugestões, creio eu será de grande valia. O RSS do projeto é este: http://groups.google.com/group/aprendacompy/feeds

Revisão online do Vim

Navegando em: http://www.cs.swarthmore.edu/help/vim/home.html
Você tem uma revisão rápida por uma série de comandos do vim. Ainda não
li tudo que tem lá, caso ache algo novo, certamente colocarei no nosso livro.

Quer que seu conteúdo seja lido?

Adote então duas regrinhas:
  • Obedeça o padrão tipográfico para comprimento das linhas. Há uma regra tipográfica que diz que uma linha não pode ter mais do que 66 caracteres, sob pena de que o leitor volta e meia se pega lendo a mesma linha, depois de um tempo o leitor se cansa e desiste de ler seu texto.

    Meu blog atualmente não respeita esta regra, é que o pessoal do blogger, como a maioria dos designers diminui a legibilidade em detrimento da "beleza", ou seja o texto visualmente é bonito, mas na hora de ler é uma porcaria, vou ver se altero o css para entrar em conformidade com o padrão tipográfico.

  • Tente sintetizar suas idéias, ou pelo menos apresente um resumo do que vai desenvolver. O tempo anda curto e ninguém tem saco de ler algo por muito tempo, a menos que você tenha habilidade de prender o leitor nas primeiras linhas.

Rumo ao Desktop semântico

Já faz um bom tempo que postei aqui no vivaotux um artigo falando de uma ferramenta chamada leaftag que tem como proposta assosiar tags a arquivos e pastas, inclusive gerenciando este conteúdo via terminal. Agora o pessoal do gnome está decidido a adotar este modelo na versão 3.0 veja um vídeo em alta resolução sobre uma das propostas:


Para ler mais: http://live.gnome.org/SemanticDesktop

linux-cookbook

Grupos do Google
Participe do grupo linux-cookbook
E-mail:
Visitar este grupo